Na tarde desta terça-feira (05), a Prefeitura de Capanema confirmou através de uma nota publicada no facebook a morte de um adolescente de 16 anos que havia contraído meningite meningocócica. João Pedro Ferrari morava em Pérola D’oeste e estudava no Colégio Sesi de Capanema. A doença foi confirmada por exames laboratoriais no último sábado (02). Ele estava internado e não resistiu.

Quando o caso de meningite meningocócica foi confirmado pela Secretaria de Saúde de Capanema todos os alunos e funcionários que estiveram em contato com o menino tomaram a dose de profilaxia (antibióticos). Essa ação ocorreu de forma rápida e só foi possível com o apoio da Direção do Colégio Sesi, em parceria com a Secretaria de Saúde e Hospital Sudoeste.

Diz a nota:

Com imensa dor e também preocupação comunicamos o falecimento do aluno do Colégio Sesi, João Pedro Ferrari, que contraiu Meningite Meningocócica, confirmada no final de semana e nesta terça-feira acabou não resistindo. As providências preventivas com relação aos colegas, professores e outras pessoas que tiveram contato direto com João Pedro foram tomadas pela Secretaria de Saúde que está a disposição a qualquer momento em caso de dúvidas ou outras situações que a população necessite. Nossas condolências a toda família e amigos.
Secretaria Municipal de Saúde - Capanema PR

A Meninginite meningocócia foi a doença que também vitimou o neto de 7 anos do ex Presidente Lula na última sexta-feira (01).

A meningite é caracterizada pela inflamação das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A meningite meningocócica ou meningoccemia especificamente é causada pela bactéria Neisseria meningitidis e é transmitida de pessoa a pessoa por meio das vias respiratórias.

Quando se há suspeita de meningococcemia, é indicado para os contatos próximos e íntimos o que chamamos de quimioprofilaxia, que consiste em administrar antibióticos específicos a fim de evitar que pessoas que tenham entrado em contato com a bactéria, mas que não apresentam sintomas disseminem a doença para os demais.

Por contatos próximos ou íntimos, entendem-se pessoas que residem no mesmo domicílio, ou que compartilham o mesmo dormitório ou que tenham contato prolongado com o doente.

Pela facilidade e eficácia, o antibiótico ciprofloxacino é uma das escolhas para fazer essa prevenção, da seguinte forma: 1 comprimido via oral em dose única. Após contato com o Hospital de referência no qual se encontra o paciente, foi essa inclusive a indicação do médico que acompanha o caso.

A vacinação para esses casos não é uma medida adequada de bloqueio da doença já que toda vacina leva um tempo maior no corpo de cada pessoa para realizar imunidade, diferentemente do antibiótico que tem o efeito mais acelerado.

FONTE NOTÍCIAS CORONEL


0 comentários:

Postar um comentário

Nossos Parceiros

Previsão do tempo

Estamos no Facebook

Nossos Parceiros