Após solicitação de uma cliente qual relatou que em uma Loja havia um homem assediando e fazendo atos obscenos para as funcionárias a equipe deslocou rapidamente até a Avenida XV de Novembro, Centro de Chopinzinho, onde o referido homem estava sendo contido pelos funcionários da loja e como as funcionárias estavam aparentemente abaladas psicologicamente a equipe acondicionou-o no compartimente de condução de presos da viatura para continuidade dos procedimentos, na seqüência em conversa com as funcionárias essas relataram que visualizaram o homem passar em frente a loja de forma suspeita em seguida adentrou, sendo de imediato reconhecido pelo fato deste em data anterior ter assediado uma funcionária, então segundo elas, por receio de que ele assediasse outra funcionária não foram lhe atender, porém segundo elas tão breve ele entrou foi diretamente na sessão de roupas intimas masculina onde apanhou uma peça (cueca) e segundo elas, ele começou a olhar fixamente para elas e a fazer gestos insinuantes com a referida cueca, na seqüência segundo elas  ele foi até o provador onde entrou possivelmente para provar a peça permanecendo por um tempo anormal, ainda segundo elas ao sair do provador o referido homem continuou a fazer gestos, gestos estes que davam a entender ser de cunho sexual. Ainda durante o atendimento chegou a Loja outra funcionária a qual passou a relatar que em data anterior este mesmo homem havia ido até a loja e dirigiu-se diretamente a ela solicitando que ela o ajudasse que ele precisava adquirir roupas intimas (cueca), então segundo ela, levou-o até o departamento onde segundo ela, ele passou a mão sobre as peças e lhe falou “qual dessas você prefere”, então segundo a vendedora não entendendo em um primeiro momento se tratar de um assedio, falou a ele que escolhesse um produto de preferência dele, então neste momento o homem falou “qual modelo seu marido usa”, então segundo ela neste momento percebeu que o homem tinha outras intenções e lhe falou que não era de interesse dele o que o seu marido usava e era muito bem casada com o intuito de que o homem cessasse com o assédio, porém segundo ela, neste momento ele lhe passou a mão no braço e pediu que ela lhe beijasse, ela então se afastou e ele lhe puxou pelo braço tentando lhe agarrar, ela então conseguiu se desvencilhar e correu até o caixa a fim de levar o ocorrido a conhecimento da gerente, sendo que neste momento o homem empreendeu fuga da loja e ao sair na porta, segundo as vítimas, o homem de forma irônica fez gestos em direção a elas (mandando beijos), na sequência empreendeu fuga tomando rumo ignorado. Indagadas sobre os motivos pelo qual não fizeram a denuncia anteriormente da situação passada, relataram terem ficado com receio de sofrerem alguma represaria por parte do indivíduo por não o conhecerem, relataram ainda que possui imagens do circuito interno do referido homem acariciando os manequins da loja com cunho sexual. Diante do fato as partes foram conduzidas ao 2º Pelotão de Policia Militar de Chopinzinho onde homem foi identificado e após ser confeccionado o Boletim de Ocorrência, as partes foram encaminhadas a Delegacia de Policia Civil de Chopinzinho para os demais procedimentos cabíveis.

FONTE PM

0 comentários:

Postar um comentário

Nossos Parceiros

Previsão do tempo

Estamos no Facebook

Nossos Parceiros