Durante patrulhamento no pela Avenida Getúlio Vargas, Bairro Nossa Senhora Aparecida, a equipe policial militar visualizou uma motocicleta sem a placa de identificação, gerando um barulho muito alto do escapamento. Realizada a abordagem, nada de ilícito foi constatado pela equipe policial, com o condutor de 20 anos, que ao ser questionado sobre a motocicleta, respondeu que comprou nova, porém não portava a nota fiscal de compras, e que ainda não foi emplacar, porém estava registrada no nome da mãe dele, que foi possível identificar a motocicleta Honda/CG 160 de cor cinza, solicitado a apresentação da CNH ou PPD, o condutor respondeu que não possui. 

Diante dos fatos, a equipe policial conduziu a motocicleta e o condutor até o Pelotão-PM, onde a motocicleta ficou apreendida, e o condutor foi notificado nos artigos 162 I (dirigir sem CNH, ou PPD), 164 c/c 162 I (Permitir posse/condução a pessoa sem CNH ou PPD), 230 IV (conduzir o veículo sem a placa de identificação), e 230 XI (conduzir o veículo com descarga livre), todos do CTB. Enquanto a equipe policial realizava a abordagem, e preparava-se para fazer a remoção da motocicleta já mencionada, visualizou outra motocicleta que transitava pelo local, que o condutor aparentar ser menor de idade, o que motivou a abordagem da motocicleta Honda/CG 125 Titan de cor vermelha, que estava sendo conduzida por um adolescente de 17 anos, o qual não possui CNH ou PPD, que ao consultar no sistema SESP/Intranet, verificou-se que a motocicleta estava com débitos de licenciamento, além de estar sem os dois retrovisores. 

Diante dos fatos, a equipe policial militar conduziu também este condutor e a motocicleta até o Pelotão-PM, onde está ficou apreendida e o condutor foi notificado nos artigos 162 I(dirigir sem CNH, ou PPD), 164 c/c 1621 I (Permitir posse/condução a pessoa sem CNH ou PPD), 230 V (dirigir veículo registrado que não esteja devidamente licenciado), e 230 IX (dirigir veículo sem equipamento obrigatório), todos do CTB. Ressalta-se que compareceu no Pelotão-PM o pai do adolescente, que acompanhou os procedimentos. Após o termino da confecção da documentação de praxe, os envolvidos foram advertidos e liberados.






0 comentários:

Postar um comentário

Nossos Parceiros

Previsão do tempo

Estamos no Facebook

Nossos Parceiros